Busca

2008:
O Futuro é Agora

Esta página é uma reformatação da versão original publicada no Projeto Camelot.


Estamos coletando uma grande quantidade de informações sobre a situação global atual. Falamos sobre isso todos os dias e uma parte substancial do nosso tempo é dedicada à investigação. A página que apresentamos aqui, é uma tentativa honesta de apresentar o que sabemos. Não concordamos 100% um com o outro - e consideramos isso como saudável, assim como prestar atenção cuidadosamente nos pontos de vista e descobertas um do outro e, então, voltar para continuar a descobrir mais.

Advertência 1: Este é um trabalho de pesquisa em progresso. Planejamos atualizar essa página regurlamente. Não estamos tentando obrigar ninguém a acreditar em qualquer coisa, ou fazer qualquer coisa. Podemos não estar corretos em tudo o que apresentamos. Mas acreditamos que todos os fatores abaixo devem ser levados em consideração e mais pesquisados ao se tomar decisões pessoais importantes.

Advertência 2: Temos uma visão muito positiva e otimista. Isso reflete nossa natureza. Mas, também somos realistas e em nossa opinião as situações correntes, na base, precisam ser tratadas e confrontadas, tal que as decisões corretas possam ser tomadas. Nossa opinião é que existe um balanço a ser encontrado entre pensar positivamente e se recusar a ser sugado pela "desgraça e melancolia" - e nos fazer ciente das reais situações emergindo, tanto possíveis como prováveis. Esteja avisado para não perder a esperança, o espírito e o otimismo.

Esse balanço não é fácil de se achar e é uma questão de ajustamento constante. Em nossa opinião, o maior inimigo é o próprio medo. Somos todos seres imortais - isto é um fato simples - e muitas das pessoas que lêem isso, terão um forte senso de propósito para se colocarem em posição de ajudar os outros da melhor forma possível.

Nosso trabalho, todos trabalhando juntos, é a ajudar a raça humana a encontrar seu caminho através do campo minado de armadilhas potenciais para emergir em um futuro melhor. Caminhar cegamente nesse campo minado, em nosso ponto de vista, é imprudente. É melhor ter, pelo menos, um mapa. Essa é a nossa intenção aqui.

Lembre-se, a energia segue o pensamento. Quando você pensa sobre o futuro, irá afetar o futuro que você vai encontrar. Nossa intenção aqui, é listar os obstáculos potenciais que podem estar à frente - e, ao mesmo tempo,  o encorajar a pensar por si mesmo. Ouça seu coração ao decidir o que fazer, onde ir e como enfrentar os dias que virão.



1) Visão Geral

Nosso amigo e uma importante fonte privilegiada Henry Deacon tem afirmado repetidamente, desde a primeira vez que nos encontramos, que a questão é que há um série de problemas convergindo, simultaneamente, que se combinam para criar uma situação global sem precedentes. Pelo que sabemos, estamos de acordo.

A falta de consenso entre os pesquisadores, às vezes, pode ser apenas porque ambos têm uma visão parcial. Talvez todos estejam certos... no que quer que seja que eles estejam particularmente interessados ou focalizados.

2) Os assim chamados 'Controladores'

É importante perceber que os 'Controladores' - os Illuminati, o Committee of the Majority (Comitê da Maioria), e/ou várious grupos alienígenas - não estão em controle.

Os relatos de Deacon, de forma acreditável na nossa opinião, nos diz que não há apenas um grupo global de mente superiror governando o planeta com êxito, mas que, na agência, nos militares  e à nível do projeto negro, há muitas facções, lutando por controle e com muitos planos diferentes entre eles.

Alguns grupos podem estar fazendo o seu melhor para ajudar na situação, dentro do contexto particular deles. Deacon inclui o programa espacial secreto nisso, que ele disse ser uma espécie de programa de salva-vidas para o planeta Terra, se ela realmente atingir o iceberg cósmico.

Dan Burisch também falou e escreveu sobre uma 'Arca', que foi parcialmente construída na Terra e transportada para a Lua no caso de ela ser necessária. Ele descreveu graficamente que, na Area 51, houve problemas interessantes para levantar e mover esse objeto extremamente pesado.

Entretanto, acredita-se que outras facções possam ter planos muito destrutivos e manipuladores, tais como a redução da população do planeta por qualquer meios possíveis - desde de a liberação secreta de patogênios à uma guerra planejada. Relatamos ambas as possibilidades abaixo.

Outras situações são de causa natural e somam à mistura. Também as relatamos aqui. Pode haver, naturalmente, outros cenários de que não estamos cientes.

3) O que os informantes privilégiados estão fazendo

...protegendo a si próprios. Há, na nossa opinião, evidência confiável e crível de que, por várias décadas, houve um programa secreto e em larga escala para se construir um grande número (possivelmente milhares globalmente) de bases subterrâneas profundas em alguns casos, cidades inteiramente auto-suficientes.

Isso custou trilhões de dólares e não foram feitas por prazer. Esse foi o maior programa de construção na história conhecida da raça humana, estando em curso por cinquenta anos. Foi mantida totalmente secreta, sendo uma resposta a ameaça séria de alguma espécie. Abaixo, apresentamos algumas possibilidades do que a ameaça possa ser.

Em nossa opinião, é eticamente inadimiscível, que o público não tenha ainda sido informado, do que certamente está bem entendido nos mais altos níveis dos militares e do governo. Um dos propósitos do Projeto Camelot é descobrir a natureza dessa ameaça e torná-la pública.

4) O Grande Cenário

O que segue é um sumário simples de uma série de eventos e fatores complexos e inacreditáveis. Por favor, veja O Grande Cenário para um pouco mais sobre esse assunto, o qual também é um trabalho em progresso.

Em nossa opinião, é constrangedor que os militares americanos conhecessem a grande ameaça para a sobrevivência da espécie humana - possivelmente, desde de o fim dos anos 1940. A tecnologia do portal do tempo recebida, aparentemente, de nossos visitantes (sejam eles viajantes do espaço ou do tempo, como acreditamos), convenceu aos militares de que uma grande catástrofe era possível ou provável.

Em resposta, MJ-12 (Majestic 12) (ou qualquer que seja o comitê executivo apropriado) decidiram três coisas:

• Para embarcar em medidas de proteção imediatas.
• Para manter o 'conhecido' sobre o mais alto grau de classificação.
• Para embarcar em um programa acelerado de ligação e de pesquisa da alta tecnologia com os extraterrestres, na tentativa de aumentar o controle e evitar a situação.

Pelo menos, uma facção desse grupo, também está interessada em facilitar o pior cenário, para o seu próprio interesse e desejo de doninação. Essa agenda está muito envolvida nos planos detalhados do controle da população/eliminação, por exemplo, em O Relatório da Montanha de Ferro.

5) O que foi observado

Uma fonte, a qual ainda não reportamos, nos disse que em 5 de novembro de 1971, usando um aparelho chamado de chronovisor, o edifício da Suprema Corte dos Estados Unidos, em Washington, Capital, foi observado "por baixo de trinta metros de água salgada".

Não sabemos a data do evento que foi observado, nem qual o incidente que foi escolhido para ser a causa desse evento.

Dan Burisch has referred to the threat of a pole shift round about 2012 and how this information was learned from time-traveling future humans. We consider his testimony credible and important. Henry Deacon confirmou isso, como muitas outras coisas (incluindo a fonte mencionada acima).

Vasamentos semelhantes de informações classificadas, avisos, sonhos, intuições e mensagens transmitidas por milhares - assim como o bem conhecido mistério do calendário Maia - tudo se combinam para dar credibilidade a idéia de que em ou por volta do ano 2012 haverá (ou deve haver) uma grande catástrofe global de algum tipo - com toda a probabilidade de uma inversão de polos.

6) Isso já aconteceu antes

A história é cíclica, assim como a geologia e a ascenção e queda das civilizações. O Dilúvio é um mito recontado em aproximadamente cem culturas por todo o globo. Platão, um estoriador de confiança, muito inteligente e consciente, relatou o afundamento de Atlantis com detalhes gráficos.

Por todo o mundo (e provavelmente na Lua e em Marte) há ruinas ciclópicas, as quais dizem uma estória muito clara das grandes civilizações que morreram. Podemos não ser os únicos na ameaça que enfrentamos.

7) A catástrofe foi evitada

De acordo com Dan Burisch, em seu testemunho, o qual consideramos como digno de crédito, ele diz que a melhor avaliação da catástrofe do futuro humano, que se abateu sobre seus ancestrais (isto é nós) foi causada por micro wormholes (uma teoria científica do menor caminho entre dois espaços-tempos diferentes) no espaço-tempo, cujos os efeitos foram inadivertidamente e devastadoramente amplificados por stargates (aparelho que permite que se viaje de um ponto a outro no universo, contornando o espaço) feitos pelos homens e os aparelhos chamados de portais no tempo - 'Looking Glass'.

Tendo sido avisado, a solução foi, desse modo, desligar esses aparelhos - onde quer que eles estivessem e quem quer que os tivesse. Dan afirma que isso foi feito.

De acordo com a informação que obtivemos pessoalmente de Dan, e também informado nesse blog, não estamos mais no Timeline (linha de tempo) 2 (or 'T2') - o nome dado a linha de tempo catastrófica. Uma detalhada investigação foi feita nesse último verão (2007) e Dan informou que estamos (ou estavamos, em novembro 2007) na 'Variante 83 da linha de tempo 1'.

"Devemos estar bem", ele nos escreveu simplesmente, a poucas semanas.

No entanto, o recente assassinato de Benazir Bhutto foi bastante imprevisível. Servindo como lembrança de que todas as informações sobre os futuros possíveis e prováveis estão longe de serem estáticos, estando continualmente sujeitos à mudanças.

Com nossa própria consciência, estamos constantemente afetando o mundo em volta de nós e co-criando o universo, com quem estamos totalmente envolvidos para determinar os eventos futuros. Na Parte 3 de nossa recente entrevista, Richard Hoagland declara que ele acredita, firmemente, que possamos ser capazes de nos organizar para alcançar um máximo efeito positivo. Suportamos isso completamente.

É importante notar que há, muito provavelmente, grupos desonestos ativamente trabalhando para influenciar as linhas de tempo com o uso de técnicas aprendidas de certas raças alienígenas e o uso avançado de física hiper-dimensional. Uma testemunha interna dos projetos negros, nos disse, nos último dias, (verifique a data no nosso livro publicado recentemente sobre a base na Antártica, chamada de 'New Berlin (Nova Berlim)' que o grupo na Antártica pode estar envolvido em fazer exatamente isso - como o refletido pelas fórmulas matemáticas detalhada no fim desse documento.

8) Pensamento militar: não desista da apólise de seguro

O que é importante entender é que, não importa o que as análises computadorizadas das informações recebidas dos aparelhos do portal no tempo mostrem que tudo esteja bem, o pensamento padrão dos militares ainda é para se preparar para o pior pelos próximos cinco anos. Afinal, eles estão nessa por duas gerações; que diferença fará mais alguns anos, nesse caso.

Portanto, as base subterrâneas continuarão a serem preparadas e o programa espacial secreto continuará. Marte está sendo transformado para ser um planeta habitado por humanos, enquanto falamos, assim o entendemos - um eco harmônico do que aconteceu na linha de tempo 2, relatado por nossos descendentes, quando um grupo, eventualmente, se tornou o 'P52 Orions', fugindo do planeta via Lua e Marte para eventualmente colonizar outros sistemas solares e continuar com a raça humana em outros lugares.

9) Nenhum almoço grátis

Dessa forma, a linha de tempo 1 ainda apresentará problemas. No resto desse relatório detalharemos isso, da melhor forma como, correntemente, sabemos ou o entendemos. Isso pode ser subdividido e examinado como segue:

• Elevação dos níveis do mar e distúrbios nos modelos do estado atmosférico.
• Picos dos pulsos eletromagnéticos (EMP) causados pelo aumento da atividade solar (Ciclo Solar 24).
• Instabilidade econômica e possível colapso do mercado de ações.
• Economic instability and possible collapse of markets.
• Pandemia global.
• Problemas políticos e sociais nos Estados Unidos e em toda parte.
• 'Planeta X'.
• Clandestina 'invasão alienígena'.

10)  Elevação dos níveis do mar e distúrbios dos modelos do estado atmosférico

A capa de gelo da Groelândia está derretendo em um ritmo acelerado, desafiando modelos cuidadosamente calculados. Alguns climatologistas, devidamente alarmados, agora estimam que os níveis do mar podem subir tanto quanto três metros em poucos anos.

Enquanto que isso é infinitesimal sobre as medidas globais, três metros é suficiente para destruir a costa marítima e forçar milhões de pessoas a mudarem, criando uma crise de refugiados sem precedentes e todos os problemas associados com armazenagem de alimentos e água, ameaças de doenças  e conflitos locais - sem falar nos imensos efeitos econômicos na produção industrial e infraestruturas mundiais. Algumas nações inteiras, tal como as Maldivas, simplesmente deixarão de existir.

Temos estado ativamente encorajando nossos amigos na Florida a considerar uma mudança para outro lugar. Outras áreas, naturalmente, estão igualmente vulneráveis. Os fatores a se considerar aqui são, mesmo que você não seja pessoalmente afetado pelo mar e viva a quilometros (ou centemas de quilometros) de distância das águas, o país ou área em que você vive, pode experimentar um efeito dominó em termos de econômia, infraestrutura, suprimento de alimentos ou migração de grande número de pessoas para onde quer que estejas e isso poderá mudar sua vida consideravelmente.

Isso necessita de um monitoramento próximo, já que mais pesquisas do setor público devem ser feitas (como está sendo feito agora, com grande urgência). Se a elevação do nível do mar não ocorrer, então, é claro, que todos os fatores acima não se aplicarão.

Mas: os modelos do estado atmosférico continuarão a se tornar mais instáveis quando o aquecimento global também acelerar - causado por atividade solar, NÃO emissôes de carbono. Um clima mais quente significa , oceanos mais quentes - também aquecido pelo aumento da atividade vulcânica (veja abaixo, o ciclo solar 24).

Oceanos mais quentes significa mais furacões, tufões e ciclones (tudo a mesma coisa) - e também mais chuvas. Alguns climatologistas arguem que o aumento da precipitação significa aumeto de neve nas latitudes norte e, desse modo, a possibilidade paradoxa de uma era do gelo em certos lugares, como o norte da Europa, Rússia e Canada.

Novamente, nada disso é um evento extraordinário para a civilização; mas os mesmos princípios se aplicam, na medida em que, provavelmente, haja migração em massa de pessoas forçadas ou desejosas de deslocarem-se, efeitos na produção de alimentos e infraestrutura. E, isso vai acontecer definitivamente, quando o tempo se tornar mundialmente mais instável e extremo.

11) Picos de EMP aumentando a atividade solar (ciclo solar 24)

O ciclo solar 24 começou em 4 de janeiro de 2008 oficialmente - avançando de forma gradual e sem parar para o seu máximo em... 2012. Isto significa que há evidências convincentes, de domínio público, que esse ciclo se tornará um efeito severo no planeta.

Tudo o que acontece no Planeta Terra é dependente ou ligado ao Sol.Se o Sol começa a se comportar mal, então, ninguém pode escapar dos efeitos. O Projeto Camelot foi contatado nos meados de 2007, por um cientista de renome mundial, cujo nome poderia ser reconhecido por muitos leitores, trabalhando para o governo dos Estados Unidos e operando sob uma autorização altamente secreta. Ele nos disse que um dos problemas que nós enfrentaremos nos próximos poucos anos ("começando em 2009") seria uma CME (Massiva Ejeção da Corona solar), ele comparou isso ao grande evento solar de 1859.

Em 1859 houveram espetaculares auroras em todas as latitudes, mas, então, o mundo não era dependente de eletrônicos. Hoje, tal evento interromperia as comunicações, desativaria os satélites, manteria os aviões no solo e (se suficientemente severo) fritaria todos os chips e circuitos não adequadamente protegidos. Isso seria uma grave e real ameaça.

O perigo não é dirigido as pessoas diretamente, mas à infraestrutura. Os comentaristas adoram apontar o óbvio (como devemos fazer aqui) - que um tal evento como esse, pode nos atirar de volta aos meados de 1800, com a diferença de que muitos de nós não teriamos a menor idéia de como viver sem os eletrônicos, os veículos, ou mesmo água corrente. Novamente, é um problema de infraestrutura: nenhum eletrônico significa nenhuma bomba, o que significa nem gás ou água, nem comida, a menos que crescesse localmente, o que significa que muitos de nós estariamos em um grande problema.

A boa notícia é que se uma CME estivesse a caminho, teriamos todos entre 6 a 48 horas de aviso - uma espécie de tornado solar. É tempo suficiente para proteger nossos eletrônicos: envolvê-los em folhas de alumínio e tecido, e/ou enterrá-los no solo ou levá-los para um porão profundo.

Note, contudo, que no evento de uma severa EMP todos os motores dos veículos seriam desativados, a menos, que fossem os velhos carros de motor a diesel ou caminhões sem sistemas de gestão nos motores. Henry Deacon também nos advertiu, repetidamente, para adquirir e aprender a usar rádio amador - que na pior das hipóteses, poderia ser o único meio de comunicação além de se gritar pela janela.

Muitos visitantes do nosso site perceberão que isso se encaixa perfeitamente com o depoimento de nossa testemunha Dan Sherman, que foi treinado como um telepata militar, como parte do Projeto Preserve o Destino (Project Preserve Destiny) - na preparação, como lhe foi explicitamente dito, "para um tempo no futuro em que todos as comunicações eletromagnéticas seriam inúteis".

NÃO sabemos se isso foi previsto usando a tecnologia de portal no tempo, nem sabemos como nosso contato científico, mencionado acima, sabiam do alegado problema de CME vindo. Ele não respondeu diretamente a nossa pergunta sobre isso, simplesmente se desculpando por não poder dizer mais.

Ele disse que estavamos "entrando em um tempo muito ruim". "Eu normalmente não me comunico com o público como costumava a fazer," ele escreveu. "Eu descobri que muitas pessoas não conseguem lidar muito bem com a verdade."

Essa pessoa também declarou, claramente, que poderia haver uma inversão de pólos em 2012. Mas ele não tinha conhecimento, se isso tinha sido evitado (veja 7 acima). Ou talvez isso não o foi! Não é possível saber exatamente o que era o "tempo ruim" a que ele estava se referindo... embora se possa adivinhar.

Nossa melhor avaliação disso é que parece ser um risco definitivo que um 'pico' de energia solar suficientemente grande (o que Ed Dames chamou dramaticamente de O Tiro Mortal) desorganizaria completamente a infraestrutura, transporte e, desse modo, a distribuição de alimentos. Como muitos têm dito, um certo conhecimento de emergência em auto-suficiência parece inteligente.

Como nota final, deve ser dito que alguns cientistas estão conectando a atividade solar com atividades tectônicas e geotermicas  - o que quer dizer, vulcôes, terremotos e (consequentemente) tsunamis. Se essas casualidades são válidas, as mudanças na Terra, que tantos têm predito, podem ser iniciadas por não menos que o nosso amigável, ou não tão amigável, Sol.

12) A instabilidade geopolitica e o risco de conflito

Aqui, o inimigo do homem pode ser o própio homem. Há uma ampla evidência de que existe uma clara agenda de um plano (a longo tempo planejado) de um ataque dos militares americanos contra o Irã, justificado por um cem número de razões que muitos consideram ser fútil, na melhor das hipóteses. Isto é uma preocupação legítima, e os últimos meses da presidência de George Bush - como o perigo apresentado por um tigre encurralado - pode ser muito perigoso.

É difícil avaliar isso. Existe alguma evidência de que um ataque foi planejado contra o Irã no verão passado (2007), mas pode ter sido evitado por um pequeno grupo de indivíduos e pilotos muito corajosos da base Barksdale AFB. Sincronizado com isso, vários não identificados, mas grande jogadores da bolsa de valores apostaram $4.5 bilhões de dólares que os mercados cairiam drasticamente antes de 21 de setembro de 2007. Isso não aconteceu, e eles perderam a aposta. Não houve nenhum ataque, nem guerra. Talvez tenhamos sido poupados, como muitos acreditam.

É importante frizar que existem muitos jogos sendo jogados nos bastidores. Somos obrigados a ser vagos a cerca do que se pode dizer aqui, mas sabemos que ningém em Washington ou no Pentágono quer uma guerra nuclear.

A NIE (National Intelligence Estimate - Estimativa da Inteligência Nacional) publicou, em 2 de dezembro de 2007, uma declaração de que o Irâ não era uma ameaça, foi uma grande tentativa, literalmente, apontada para as armas de  Bush e remover qualquer justificativa para um ataque. Não podemos revelar detalhes, mas o sabemos como um fato.

Pouco tempo depois disso, Benazir Bhutto foi assassinada. Há razões muito fortes para se acreditar que ela foi 'removida' porque um de seus própositos princiais era assegura que nehum grande conflito se estabelecesse entre o Paquistão e a Índia.

A única conclusão que pode ser tirada, é que todas as situações no Extremo Oriente Médio devem continuar instáveis e perigosas. Deve ser entendido que há facções - veja (2) acima - que querem que haja um conflito nuclear.

A razão para essa instabilidade (a única palavra que pode ser usada) não está clara. Pode ser porque ela foi 'vista' (usando-se a tecnologia do portal do tempo) e, dessa forma, deve ser realizada; pode ser Bíblica ('a coisa Armagedão'). Pose ser uma tentativa de reduzir a população. Ou por outro lado, as situações podem ser prontamente imaginadas, para que a Lei Marcial possa ser implementada nos Estados Unidos (e talvez em outros países) como uma resposta a um mundo que, subitamente, é de repente novamente nuclear.

13) A instabilidade econômica e a possível queda do mercado de ações

Qualquer das possibilidades acima pode precipitar uma instabilidade econômica ou colapso. Mas, com a econômia americada tendo um PIB de 14 trilhões e débitos de 120 trilhões, já está falida. A acentuada queda dos mercados de ações em 22 de janeiro, foi o começo (em nosso ponto de vistas) de um período de instabilidade e falta de confiança global, que conduzirá ao inevitável colapso do dólar - e portanto, da libra e do euro.

A queda acentuada acontecerá, assim que uma grande corporação americana ou banco anunciarem que estão sendo obrigados a desistir. O que entendemos que isso é apenas uma questão de tempo - semanas ou meses.

Falamos com o ex-banqueiro e inovador George Green sobre isso. Ele previu que o mercado de ações despencará em meados de janeiro (o que nos impressionou) e disse que, além de investir em compras de terras na  América do Sul (como muitos daqueles que conhecem os planos secretos estão fazendo, ele nos disse), ele está liquidando todos os ativos e passivos e segurando pequenas notas de dinheiro (nada maior do que uma nota de $20 dólares) e estava comprando moedas de prata.

George nos disse que a prata ($16.50 dólares a onça, no momento que escrevemos isso) é o metal a se comprar - porque estava subvalorizado em relação ao ouro e há uma real escassez no mundo, a prata é usada e necessária industrialmente de muitos modos. Ele declarou que a prata irá subir para $40 dólares e, possivelmente, até mesm $100 dólares. Estamos prestando muita atenção.

As moedas de ouro e prata que se possui são a melhor 'moeda'. Possuir barras de ouro e prata em um cofre bancário (ou pior, possuir subistitutos em papel de uma compra teórica, não física) não serve de nada se o banco está fechado e não tivermos a chave.

14) Pandemia global

 gripe aviária não é uma fraude. A gripe ('de pássaro') aviária é uma ameaça genuína e pode, facilmente, ser uma razão para a Lei Marcial. Vôos internacionais podem parar e a pandemia pode ser usada como um desculpa/razão para impedir alguém de viajar domesticamente também.

A infraestrutura também seria desmantelada porque poucos, se alguém, correria o risco de ir trabalhar e muitos milhões poderiam morrer - muito pior do que em 1918. Em 1918 a gripe - que também foi gripe aviária, o que muitos não percebem - foi de 5 a 10% mortal. Em 2008 será 60% mortal.

O Dr. Bill Deagle declarou em sua Palestra no Fórum de Granada em Dezembro de 2006 que, certamente, os Controladores tem manipulado o H5N1 (é o termo médico) da estirpe de 1918 com uma deliberada intenção de matar de 1 a 2 bilhões de pessoas. Henry Deacon nos declarou que ele participou de uma reunião onde a liberação dos patogênicos foi planejada de formas a reduzir a população.

Por outro lado, Dan Burisch, em resposta a isso, declarou explicitamente:

Eu agora estou (aprendendo, nos últimos meses) ciente de que tais ações foram contempladas, agora, ou no passado, pelos representativos dos Illuminati. Tais idéias nunca foram levadas a bom termo, não porque eles amassem a humanidade, mas porque julgaram que fosse contraproducente para eles mesmos. Eles também foram ameaçados de que se tentassem qualquer coisa dessa natureza, eles seriam "alvos de ações" de uma forma que eles não as achariam aceitável.

Facções silenciosas, incluindo aquela que é agora o grupo responsável por retomar o adiamento do Majestic, durante o período de consideração pelos Illuminati, estavam preparadas para se opor as ações dos Illuminati com o uso de biólogos, Polícia Federal, e onde necessário - a força direta. 24/7/365 a vigilância é contínua. Isso é tudo que posso dizer publicamente sobre esse assunto.Estou "me excedendo" nesse ponto...mas você tem o direito de saber.

Não obstante, se o H5N1 foi bioengenharia ou não, está lá fora. A gripe aviária está em 90 países no momento em que escrevo (janeiro 2008) e a única razão para não estar se espalnando é que as pessoas estão morrendo muito rapidamente - como a febre do Ebola. Tudo o que é necessário, é que dois genes mutantes (e há uma imensa massa viral) vão de um humano para um humano, e após isso, tudo o que é necessário é uns poucos 'carregadores' resistentes - em outras palavras, pessoas viajando. Se isso tudo acontecer, o importante será se saber qual é a estratégia que se vá adotar.

As razões possíveis para uma Lei Marcial precisam ser consideradas. Um segundo 'clandestino' 9/11 é uma coisa. Uma pandemia é outra competamente diferente. Pode ser mais provável que os Controladores, desta vez,  tentem com algo invisível para garantir os objetivos deles de que haja um outro 9/11. Os vírus não podem ser analizados em repetições de vídeo... e eles também são reais. a gripe aviária não é um truque.

As chances atualmente calculadas de que a gripe aviária se torne uma pandemia em qualquer ano são de 30% - um número do Centro para Controle de Doenças em Atlanta. Se a pandemia acontecer (uma pandemia sendo uma epidemia global), a América do Norte pode ser isolada pelos oceanos Pacífio e Atlântico, enquanto que para a Europa pode ser mais perigoso (sendo mais densamente populada e também diretamente ligada ao Extremo Oriente, onde duas críticas extra mutações são mais prováveis de ocorrer).

Mas, nesse cenário, se espera medidas draconianas nos Estados Unidos  (e talvez em outros países) para se controlar ou se proteger contra a ameaça viral. Estas podem ser uma das razões porque a América do Sul está sendo considerada como um lugar seguro para tantos operativos dos projetos secretos - para quem nada do acima é qualquer novidade.

15) Problemas políticos e sociais nos Estados Unidos e alhures

Os seguidores de Alex Jones e Jeff Rense foram informados por algum tempo de que há fortes razões para acreditar que podem existir repressões graves as liberdades civis nos Estados Unidos em um futuro relativamente próximo.

Isso não pode acontecer sem uma desculpa (ou uma razão convincente o suficiente para a população captular), assim a especulação predominante tem sido sobre qual o próximo movimento que se deve esperar dos Controladores. Bill Deagle declarou que ele tem informação de que há malas de armas atômicas pré-plantadas em 22 cidades americanas, preparadas para um outro evento 'clandestino' (como 9/11, apenas maior, chocante e dramático). Isto pode ser acurado ou não, mas revela o pensamento possível dos Controladores.

O Projeto Camelot tem uma fonte, ainda não publicada por nós, que esteve envolvida nos experimentos de Montauk, no ínicio de 1980. Essa pessoa tem estado falando, por vários anos, sobre o que ele chamou "O cenário do Rei George", no qual George Bush permaneceria na presidência devido a uma (falsa e orquestrada, mas convincente) Emergência Nacional. Estavamo-nos aproximando disso em maio de 2007.

Espantosamente, nossa fonte insiste que tinha sido planejada nos anos 1980 - antes de se imaginar a possibilidade de que George W. Bush fosse, sequer, considerado. Além disso, ele datou esses eventos como sendo sincrônos com a escassez e os distúrbios por causa de alimentos nos Estados Unidos.

Não publicamos esse material em 2007, já que nenhum distúrbio por causa de alimentos parecia estar prestes a ocorrer e fomos obrigados a questionar a precisão da informação. O pesquisador e especialista no suprimento de alimentos Steve Shenk, contudo, relatou recentemente que a escassez de alimentos, ligadas a seca e a queda das colônias de abelhas, são prováveis. Isso pode ser ainda uma outra razão, se mais forem necessárias, para não se ficar preso em uma hora errada em uma grande cidade.

 As outras razões para desordem civil e/ou Lei Marcial (uma situação como a galinha ou o ovo, naturalmente) já foi detalhada acima: ataque nuclear (a opção impensável, seja encenada ou 'real'), ou restrições de quarentena no meio de uma pandemia genuína.

Finalmente, devemos dizer que na recente análise do portal do tempo na linha de tempo (Timeline) 1, como em (7) acima, nos foi dito que George Bush não fica no poder - cedendo a presidência para Hillary Clinton. Gostariamos de dizer que você o ouviu em primeira mão... mas provavelmente não.

16) 'Planeta X'

Último, mas não de menos importância! Temos que dizer que ainda não sabemos o que fazer com isso. Acreditamos que é provável que exista um objeto muito grande (de algum tipo, seja um planeta rochoso, um 'segundo sol' anão marrom, ou mesmo um pequeno buraco negro) em uma órbira excêntrica (de algum tipo) que está sendo monitorado de perto pelo IRAS e o Telescópio do Pólo do Sul. Mas o que isso significa, nós não sabemos, e nenhum informante privilegiado ainda não nos disse de forma confiável.

Estamos cientes de que muitas pessoas inteligentes fizeram uma boa pesquisa sobre isso e concluíram que é provável que haja um significante problema a caminho - um pouco como rolar uma bola de boliche gigante pelo sistema solar, algo que acontece a cada poucos milhares (alguns dizem 3.600) anos. Esse objeto parece que existe - e ele pode estar fazendo a sua parte, através do eletromagnetismo e outras formas de ressonância, ao excitar o Sol para novos níveis de atividades (veja 11 acima).

Mas, se isso é o prenúncio de destruição (ou prenúncio do Anunnaki, como alguns clamam) é outra estória que ainda não estamos preparados para responder. Nossa fonte o político norueguês, que relata a experiência pessoal de planejamento de cenários para a evacuação subterrânea de 40% da população da Noruega em 2012, mencionou que o "Planeta X está chegando"; mas, não tinha nenhum detalhe, nem mesmo o científico, e, de fato, ele não tinha nenhum tipo de informação concreta sobre o motivo para as precauções reais e sólidas, que ele insitiu que elas estavam num bom caminho.

Foi apenas isso que ele ouviu sobre o 'Planeta X'. Estamos convencidos da existência de bases subterrâneas, mas não da sua suposta razão de ser nesse caso. É muito mais provável, pensamos, que a anunciada inversão dos pólos em 2012, seja a justificativa por toda essa atividade pesada e secreta.

É mesmo possível que o 'Planeta X' possa ser desinformação. Não a existência, do que Bill Deagle chama, um "objeto hyper-gravitational", mas seus prováveis efeitos. Sua realidade pode ser a parte fatual da desinformação, e os efeitos destrutivos da parte falsa - funcionando assim como uma lenda. É extremamente difícil para nós o dizer.

Nossa posição, como sempre, é manter a mente aberta e colher mais informações de cada fonte. E, uma coisa que 2008 trará, é mais informações. De todas as possibilidades e probabilidades discutidas nessa página, as maiores chances são que aprenderemos muito mais nos meses vindouros.

17) Clandestina 'invasão alienígena'

Listamos isso simplesmente porque esse cenário foi discutido na internet, alguns o chamam Project Blue Beam. (Projeto Raio Azul). Há muito o que se ler sobre isso, muito do qual é especulação, com pouca evidência concreta ou testemunhos de informantes (sendo uma exceção a Dra. Carol Rosin, falando em nome de seu antigo colega e mentor, Dr. Wernher von Braun).

O Projeto Camelot não tem nenhuma informação sobre isso e não pode comentar nesse momento. Isso não foi mencionado por qualquer de nossas testemunhas.

18) Resumo

No topo da página, observamos:

Nosso trabalho, todos trabalhando juntos, é a ajudar a raça humana a encontrar seu caminho através do campo minado de armadilhas potenciais para emergir em um futuro melhor. Caminhar cegamente nesse campo minado, em nosso ponto de vista, é imprudente. É melhor ter, pelo menos, um mapa. Essa é a nossa intenção aqui.

A análise suscinta acima (na realidade é um sumário) marca onde algumas minas podem estar. A maior dessas, a inversão de pólos em  2012, pode muito bem ter sido resolvida. Essa é a boa notícia. Mas há muitos outros caminhos para, acidentalmente, terminarmos no lugar errado na hora errada. É por causa disso, que um mapa do campo minado, não é uma idéia má.

A nossa intenção não é convencer ou persuadir, mas informar de uma maneira que possa ser realçada a habilidade de cada leitor para tomar decisões responsáveis por si mesmo e suas famílias.

Essa tem sido nossa posição desde o começo: relatar o que sentimos ser verdadeiro, potencialmente importante e, possivelmente, sub-reportado. O que quer que seja que façamos, estamos comprometidos com a verdade, mas sem qualquer dogma ou doutrina, além do fato de que a verdade vale por si só, para o melhor ou o pior. É do jeito que é, como o mestre budista pacientemente explicou.

O nosso melhor conselho:

• Olhe para dentro, e se eduque e aos que estão a sua volta.
• Seja paciente com os céticos ou aqueles que estão com medo (frequentemente é a mesma coisa).
• Siga sem líderes.
• Mantenha-se aberto e flexível em todos os sentidos.
• Crie e seja as mudanças que você quer ver.
• Lembre-se de que nós co-criamos o futuro a cada hora de cada dia.

Algumas dessas situações podem acontecer, enquanto outras não. O tempo resolverá qual é qual. Nosso próprio comprometimento é aprender tanto quanto pudermos e, então, compartilhá-lo. Isso é tudo o que Camelot é.

Bill Ryan
Kerry Lynn Cassidy
28 de janeiro de 2008

 

Clique aqui para uma mensagem pessoal de Bill Ryan
Clique aqui para uma mensagem pessoal de Kerry Cassidy





Suporte o Projeto Avalon - faça uma doação:

Donate

Obrigado por sua ajuda.
Sua generosidade nos permite continuar nosso trabalho.

Bill Ryan

bill@projectavalon.net


unique visits

Google+