Busca

Bob Dean na Cúpula da Conferência de Imprensa

sobre Exopolítica

Esta página é uma reformatação da versão original publicada no Projeto Camelot.


Transcrição da Conferência

Barcelona, Espanha, 24 de julho de 2009



Bob Dean (BD): Senhoras e senhores, deixem-me expressar a minha profunda gratidão por sua presença aqui esta tarde. É gratificante para mim ver uma participação tão grande dos meios de comunicação espanhóis. 

No meu país se tem que agarrar a mídia pelo pescoço e arrastá-la a força para que prestem atenção a este assunto. Portanto, agradeço muito sua presença aqui esta tarde.

Quero me desculpar com a bela tradutora/intérprete à minha direita. [Risos] Eu sou conhecido por não seguir textos ou instruções. Então, vou me desviar um pouco dos comentários que preparei para esta tarde e vou dizer-lhes essencialmente o que tenho visto, o que aprendi e o que concluí sobre o que eu considero ser a maior história na história da raça humana. 

Não é apenas o estudo da história da raça humana ou na história da raça huma. É essencialmente o estudo, a conclusão da história da raça humana. 

Senhoras e senhores, não estamos sós e nunca estivemos [aplausos]. Temos tido uma história de inter-relação íntima com inteligências extraterrestres avançadas desde o início da nossa história. 

Passei 27 anos na ativa no Exército dos Estados Unidos. Liderei tropas de combate na Coréia, em 1951, em uma das guerras mais sangrentas que já lutamos. Acumulei experiências no sudeste da Ásia, no Vietnã, no Camboja e em Laos em 1970. 

Mas em 1963 fui designado para o Supremo Quartel General das Potências Aliadas na Europa. Naquela época isso era considerado uma escolha e uma atribuição de responsabilidade do exército dos EUA. Eu estava excitado com a nomeação. Eu levei a minha mulher e os meus filhos para Paris, França. Meus filhos foram para a escola secundária em Paris e aprenderam a falar francês fluentemente. Recebi uma transferência para a sede do Centro de Operações Supremo, um lugar que chamávamos de “SHOC". 

Não estou tentando fazer uma piada, mas quando cheguei, fiquei chocado com o que aprendi. Parecia que um evento ocorrido no início da manhã de 2 de fevereiro de 1961 quase começou a III Guerra Mundial. 

Um grande número de algum tipo de naves circulares sobrevoaram a Europa Central vindos do setor soviético com direção para oeste por sobre as linhas da OTAN e dos Aliados. Esses objetos eram circulares, metálicos, voando a uma altitude muito alta, a uma velocidade muito alta e voavam em formação, obviamente sob controle inteligente. Eles, em geral, voavam para o oeste e viravam para norte, sobre o canal inglês, na costa sul da Inglaterra e desapareciam do radar da OTAN sobre os mares da Noruega. 

No início da manhã de fevereiro de 61, a III Guerra Mundial quase começou. Os soviéticos entraram em alerta vermelho. Todas as forças da OTAN entraram em alerta vermelho. Nossos dedos estavam posicionados nos gatilhos e naqueles botões vermelhos. A coisa toda acabou em cerca de 20 minutos. 

Uma Marechal do Ar Britânico chamado Sir Thomas Pike decidiu iniciar um estudo para descobrir o que diabos estava acontecendo. Eles realizaram um estudo de três anos. Cheguei no verão de 1963 e soube que o estudo estava em andamento, o publicaram em 1964. 

Todos nós que trabalhávamos na sala de guerra e tínhamos um passe Super Secreto Cósmico ficamos chocados e surpresos com o que lemos. 

Eles concluíram que a raça humana e o planeta Terra estavam sob algum tipo de observação e estudo há muito tempo. Eles - quem quer que fossem - estavam profundamente interessados em nós e, obviamente, vinham nos observando e estudando por muito tempo, centenas - se não milhares - de anos. O estudo concluiu que se fossem hostis ou malevolentes, não haveria absolutamente nada que pudéssemos fazer. O estudo, intitulado Uma Avaliação, também concluiu que algum tipo de programa estava em andamento. Até hoje ainda não sabemos qual o objetivo deste programa. 

Senhoras e senhores, esse foi o começo para mim. Eu passei os últimos 45 anos tentando saber do que se trata isso tudo e o que isso significa. E cheguei à conclusão de que isso, de fato, é a maior história na história humana. Somos e temos sido membros, aparentemente, de uma cultura e civilização intergaláctica, uma comunidade de vida inteligente. 

Estamos lidando com quatro raças particularmente diferentes. São todas humanoides, mas um grupo é totalmente humano tal como nós. As conclusões são que somos híbridos - nós, seres humanos, somos híbridos. Nossa relação com eles é de amizade e fraternidade. Eles estão nos assistindo e tentando começar a aceitar e lidar com quem somos e por quê estamos aqui. 

A questão principal é: Para onde estamos indo? Será que temos um futuro como espécie e raça? E vou lhes dizer sem rodeios e honestamente que acredito que o nosso destino está nas estrelas [aplausos].

Agora vamos falar... perdoe-me por mudar de assunto novamente querida, sinto muito. Na semana passada meu país comemorou 40 anos do desembarque da Apollo na Lua. Eles têm grande orgulho em dizer: Olha o que fizemos. Não é demais? Fomos à Lua! 

Mas o que eles não dizem ao público americano é que a NASA propositadamente apagou 40 rolos de filme dos pousos da Apollo. Eles, de propósito, apagaram 40 rolos de filme dos pousos das missões Apollo e não divulgaram essa informação para o povo americano. 

O grande segredo foi o que encontramos quando chegamos na Lua. Encontramos evidências esmagadoras de que não estávamos sozinhos. Eles nos seguiram em todo o caminho para a lua. Eles nos seguiram em torno da lua. Eles nos seguiram de volta para casa. Observaram cada movimento que fizemos quando estávamos na Lua. 

Tudo isso foi filmado. Isso explica por quê os 40 rolos de filme foram apagados. Mas nem todas essas fotos desapareceram. Haviam algumas pessoas honestas que trabalhavam na NASA, naqueles dias, e algumas fotos sobreviveram. Eu trouxe um número considerável de fotografias dessas imagens da NASA para esta conferência e vou compartilhá-las amanhã à noite [aplausos].

Devo dizer-lhes que são chocantes, são deslumbrantes, e para algumas pessoas serão literalmente surpreendentes. Mas, vou dizer a vocês, assim como vou dizer ao povo americano, e venho dizendo nos últimos 20 anos: Droga! Vocês tem o direito à verdade! 

Usando um termo militar: Vocês tem necessidade de saber a verdade. 

E quero agradecer a vocês, boa noite.

Clique aqui para ver o vídeo da entrevista (em inglês)
 







Suporte o Projeto Avalon - faça uma doação:

Donate

Obrigado por sua ajuda.
Sua generosidade nos permite continuar nosso trabalho.

Bill Ryan

bill@projectavalon.net


unique visits

Google+