Busca

Uma atualização de 'Henry Deacon'

Esta página é uma reformatação da versão original publicada no Projeto Camelot.


Temos tido uma comunicação contínua com 'Henry Deacon' (veja abaixo). Para saber da experiência de Henry e para uma transcrição de nossa primeira entrevista, por favor, clique aqui. O melhor seria ler a primeira parte antes de se estudar a informação que se segue.
 
O que apresentamos aqui não foi gravado em qualquer entrevista. Isso é nossa compilação do que consideramos importante de uma série de conversações e trocas escritas desde nosso primeiro encontro.

Conhecemos Henry muito bem agora. Ele é um homem, voltado aos valores humanos, com uma aguda inteligência, extremamente consciente da importância da informação que ele compartilha, com um considerável risco a pessoa dele. Ele tem uma fala calma, gentil e tem um senso de humor encantador. Ele não procura a fama. Ele está extremamente preocupado com o estado do mundo... e a direção em que o mundo parece estar indo.

Por causa das posições profissionais que ele teve, ele está em uma posição privilegiada de ser capaz de ver tudo o que está acontecendo – que ele descreve como uma complexidade desconcertante, todos os detalhes do que é conhecido ou desconhecido ou entendido por muito poucas pessoas – de um ponto de vista amplo. A imagem que ele apresenta é complexa, desafiadora e  significante.

_____________________________

O testemunho de Dan Burisch

Em nossa primeira entrevista, Henry nos disse nunca ter ouvido sobre Dan Burisch. Porque partes da estória de Henry parece coincidir com a de Dan, veementemente, o recomendamos a assistir nossas três entrevistas de vídeo com Dan Burisch.

Em 27 de setembro, depois de três semanas, recebemos o seguinte e-mail. É citado na íntegra e em sua totalidade.

Dan Burisch está dizendo a verdade.
Confirmo isso.
linhas de tempo e tudo
meus comprimentos

Isso era de extrema importância, confirmamos isso pessoalmente com o Henry tão logo que foi possível. Parece que as reivindicações de Dan – são tão extraordinárias e incríveis como elas possam parecer – é verdade.

Henry não fez comentários sobre J-Rod, os tratados, ou Lotus, como ele não tinha nenhuma experiência ou conhecimento sobre eles. Ele confirmou que o maior segredo do mundo classificado – sobre o qual muitos dos informantes não tinham sido instruidos resumidamente – é que existe um problema complexo a respeito das linhas de tempo alternativas, que alguns dos visitantes são realmente humanos do futuro distante, existindo questões significantes, como a possibilidade de que possam afetar a Terra e sua população seriamente.

No fim, está a razão pela qual tudo isso foi mantido tão altamente classificado e porque a divulgação é tão problemática.

Roswell

Os visitantes de Roswell eram humanos do futuro – como Dan Burisch disse. Eles não eram de um outro planeta, mas do futuro da Terra – caminhando (que é uma palavra melhor do que "viajando") de volta ao ano de 1947 para tentar lidar com os problemas que ocorreram na história deles. Aparentemente, Dan também tinha razão ao dizer que os visitantes de Roswell eram de um futuro mais próximo do que outros visitantes que chegaram subsequentemente. Henry não deu detalhes ou prazos.

Os visitantes de Roswell estavam em uma missão altamente altruística. Eles não tinham que fazer isso, foram voluntários... por compaixão. Porém, a missão foi, desastrosamente, mau sucedida  – não só porque sofreram uma colisão (um acidente causado por um radar de alta potência – mas tarde os militares perceberam isso e adaptaram o radar para se tornar uma arma), mas porque eles tinham um dispositivo que era o único meio deles, como um dispositivo de orientação no tempo e espaço, voltarem para casa e ao tempo próprio em que viviam.

O dispositivo era uma caixa pequena, muito menor do que o "Looking Glass" que Dan Burisch e Bill Hamilton descrevem como sendo subsequentemente utilizado pelos cientistas militares em vários experimentos. Quando a caixa foi adquirida e investigada pelos militares, isso se torno uma catástrofe em si. Essa caixa tornou o problema da linha de tempo muitas vezes pior, porque ambos, o acidente e a pequena caixa, nos introduziram à tecnologia do portal do tempo no tempo errado... e também disse aos militares o que estava por vir.

Henry enfatizou muito, quão fortemente e totalmente desastroso, para todos, foi o incidente em Roswell. Foi um grande, um grande contratempo, logo no início do projeto dos humanos do futuro na tentativa de nos ajudar a resolver o problema.

Desde então, tem havido contínuas tentativas dos humanos do futuro para remediar a situação exarcebada. Isto é o que causou uma sobreposição das linhas de tempo, criando um complexo emaranhado, o qual, aparentemente, está desafiando, até mesmo as mais brilhantes mentes dos dias presentes, a entendê-lo completamente.

Perguntamos a Henry, porquê os discos continuavam a sofrer acidentes, quase que ano após ano. Ele disse que parecia estranho, que os visitantes não avaliavam o risco do radar antes deles voltarem no tempo. Contudo, ele explicou que era muito perigoso para eles estar aqui por uma série de razões, apesar da avançada tecnologia deles. Acidentes têm sido causados por muitos fatores, incluindo ação ofensiva. O importante é que Henry enfatizou que os visitantes de Roswell não foram os Grays (Cinzas). (Ele não mencionou quem os Grays são.)

NOAA, a Estrela Negra, e o aquecimento global

Henry, em um determinado momento, trabalhou para a NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration  - Administração Nacional da Atmosfera e Oceano) e foi lá que ele aprendeu sobre o que ele chamou de “segundo sol”. Isso é um imenso objeto astronômico, que está em uma órbita elíptica em torno do nosso Sol, em um plano inclinado em relação ao resto dos planetas. Está se aproximando, causando efeitos de ressonância em nosso Sol de várias maneiras. Uma pequena organização dentro da NOAA está ciente de que isso é uma causa de alarme para todos os planetas, não apenas a Terra. Essa informação é classificada, porém, é conhecida já a alguns anos.

Falamos com ele sobre o excelente site da 'Dark Star' (Estrela Negra) de Andy Lloyd, que ele não tinha visto antes. Também nos oferecemos a lhe enviar o livro 'The Dark Star' de Loyd; mas ele recusou, dizendo que havia o risco do livro o 'induzir' muito antes que ele tivesse a chance de relembrar mais informações.

Essa questão está ligada à catástrofe de Roswell descrita acima. Os problemas do futuro que os humanos do futuro estavam tentando resolver eram múltiplos, mas, principalmente, - como Dan Burisch declarou em muitas ocasiões – realçava um possível evento desencadeado por um maciço 'pico' da atividade solar em algum ponto do nosso futuro próximo.

Henry, como Dan, é cuidadoso ao enfatizar firmemente que esse evento é apenas possível (tendo sido observado no dispositivo de Looking Glass como um futuro possível)... e atualmente é avaliada como sendo improvável.

Henry explica que o aumento na atividade solar é causado, apenas em parte, pela 'Dark Star', múltiplos fatores estão em jogo. Isso é complexo. Muitos deles estão em uma escala galática, sendo associados com eventos naturais e periódicos que a Terra tinha sofrido vezes sem conta anteriormente. O que faz esse momento ser completamente único para o nosso planeta, é a existência de uma convergência de sérios fatores – tais como: emissão de gás carbônico, superpopulação e nossa tendência de orquestrar guerras –  combinado com esses eventos de grande ciclo e solar, que, simultaneamente, ameaçam o nosso bem-estar e a biosfera.

Marte

Henry confirmou a existência de uma grande base tripulada em Marte, suprida por uma frota espacial alternativa e, também, por stargates.

Sinal não-localidade

Henry nos disse que ele tinha experiência pessoal de interface com uma equipe que efetivamente conduziu o experimento central e conclusivo de Alain Aspect, em 1981, para provar o teorema de Bell, sob os auspícios de um projeto classificado em Livermore, no final dos 1970. O resultado obtido nunca foi publicado nos jornais - como normalmente é o caso da pesquisa do "orçamento negro".

A física matemática é complexa, porém a tecnologia desenvolvida agora é regularmente usada para se comunicar instantaneamente através de longas distâncias.

O disco derrubado em Hunter Liggett

Perguntamos a Henry para nos dizer mais sobre esse evento. ele deu a localização do incidente: dentro de 1.600 quilometros (uma milha) nesse mapa. Ocorreu no final de 1972 ou início de 1973. Seu grupo estava testando armas de laser, alvejando vários materiais no campo. Subitamente, uma embarcação, em forma de disco, apareceu do nada – medindo cerca de 30 metros (100 pés) de diâmetro por 8 metros (25 pés) de altura. Tinha cerca de 137-183 metros (150–200 jardas) de distância. Alguém atirou nele com um laser experimental da força aérea americana que estava em teste naquele momento. O sistema de laser primário estava instalado e operava nas costas de um caminhão M-35 levemente modificado, pesando 2.5 toneladas chamado "Dois e Meio". Não houve danos visíveis que Henry pudesse ver ou se lembrar, mas a embarcação foi desativada. Três alienígenas pequenos parecidos com crianças (não os clássicos “Grays”) foram capturados, vivos e em boa saúde, e foram transferidos para uma base da Nike, situada nas colinas próxima ao Parque Tilden, diretamente a leste de Kensington, Califórnia. Tudo aconteceu muito rápido e foi um grande choque para todos os envolvidos.

17 de fevereiro de 2007           

_____________________________


Clique aqui para mais atualização (maio de 2007)





Suporte o Projeto Avalon - faça uma doação:

Donate

Obrigado por sua ajuda.
Sua generosidade nos permite continuar nosso trabalho.

Bill Ryan

bill@projectavalon.net


unique visits