Busca

Miriam Delicado: Uma Message

Transcrição da Entrevista

Esta página é uma reformatação da versão original publicada no Projeto Camelot.


Miriam Delicado: Uma Message

Los Angeles, Califórnia, 21 de agosto de 2009

KERRY CASSIDY (KC): Sou Kerry Cassidy do Project Camelot. Estou aqui com Miriam Delicado e estamos absolutamente felizes em ver Miriam viva e parecendo tão bem depois de seu acidente de automóvel. Ela está fazendo isso como uma entrevista de seguimento, porque tem algumas coisas a dizer sobre os tempos em que estamos e que as pessoas precisam estar atentas. Assim, vá em frente, Miriam.

MIRIAM Delicado (MD): Obrigada, Kerry. Eu só quero fazer uma pequena nota para dizer muito obrigado a todos, por todo o seu apoio desde o acidente de carro. Estou me recuperando muito rapidamente como resultado de toda essa energia de cura que está sendo compartilhada.

Na verdade, isso leva-me para uma das coisas que queria falar hoje com todos e é assim que realmente precisamos encaminhar as coisas. Precisamos intensificar as coisas como uma comunidade. Precisamos intensificar as coisas na unidade e que nossas vozes sejam muito mais fortes do que elas foram.

Está muito claro para mim como esta rede de pessoas que estão trabalhando nesta perspectiva a fim de educar, a fim de informar e para trazer mudanças para a humanidade e a Terra [que] estão realmente ligadas uns aos outros.

Eu tive tantas pessoas através deste acidente se comunicando comigo e a maneira que elas estão ouvindo sobre isso e as canalisações que estão ouvindo é fantástico. Então, é uma parte muito positiva disso que me ensinou muito, muito claramente.

E ao dizer isso, sei que este momento particular em que estamos é muito delicado e é verdadeiramente o Tempo de Escolha. Tenho falado sobre este Tempo de Escolha quase desde que me tornei pública. Mas estamos totalmente nos movendo para um momento onde as dificuldades estão começando a surgir para os indivíduos, as comunidades, fas amílias e precisamos prestar mais atenção ao que é que nós, como indivíduos, estamos fazendo.

Todos os dias da sua vida, você tem escolhas e eu já falei sobre isso com você no passado. Mas essa escolha tem a ver com o quão bem você está formando os laços entre as pessoas na sua vida e as pessoas em sua comunidade. Comunidade significa esta comunidade dos Trabalhadores da Luz, as pessoas que estão trabalhando para educar.

Quais os passos que você vai tomar para trazer a Divulgação deste assunto muito, muito importante? E não só na área de OVNIs e ETs, alienígenas e todas estas coisas, mas, realmente, a Divulgação do que está acontecendo no mundo agora e o que vai acontecer.

O que é que os cientistas realmente sabem? O que é que os filósofos têm sabido por muito tempo? E o que é que os povos indígenas souberam e sabem neste exato momento?

Este ponto de Divulgação que estou falando está chegando. Ele precisa vir de todas as direções,  isso inclui o indivíduo.

Por isso, se você tem uma estória para contar é hora de começar a compartilhá-la, porque se você continua a permanecer em silêncio, então nós, como povo, não vamos ser capazes de avançar. Nós não vamos ser capazes de superar grandes dificuldades que podem estar nos desafiando no futuro.

Eu sei - e tenho sabido há 21 anos - que neste momento particular em que estamos agora... Eu chamo-lhe um Tempo de Insanidade, quando as pessoas estão perdendo completamente o seu eu racional.

Temos que ter muito, muito cuidado com quem nos alinhamos, com quem formamos amizades, com quem nos associamos. Mesmo para alguém tão conetado e em sincronia como eu, ainda tive situações no ano passado e nos últimos seis meses onde permiti que pessoas entrassem em minha vida e que foram muito destrutivas e prejudiciais.

Então, isso é algo que foi compartilhado comigo há muito tempo atrás pelo Louros Altos. Eles reafirmaram inúmeras vezes para mim no ano passado para estar muito consciente dos meus arredores, consciente com quem estou me associando e que eu precisava não ser distraída.

Essas pessoas estão entrando em nossas vidas para nos distrair de falar, de contar nossas estórias, de sermos forte em nossas comunidades, de sermos a mudança - e isso significa qualquer coisa desde escrever ao seu deputado e dizer: eu quero a Divulgação, a criação de uma comunidade de jardim e coletar sementes originais - que, aliás, vão se tornar mais e mais e mais difíceis.

Tenho conversado constantemente com as pessoas sobre a coleta das suas sementes originais e de herança. Eu estou lhe dizendo que, se você não tem suas sementes hoje, é quase demasiado tarde, porque as novas leis estão sendo formadas em todo o planeta - e que inclui toda a América do Norte - onde a legislação está sendo feita para que a agricultura orgânica seja quase, você sabe, ilegal; a coleta de sementes seja ilegal. E talvez o próximo passo é apropriar-se das sementes.

Então, se nós, como uma comunidade, não tomarmos uma posição como uma voz e um só povo da Terra, podemos muito bem só sentar, relaxar e esperar pelo fim. Ninguém mais pode virar e dizer que podemos ser complacentes sobre qualquer coisa. E quero dizer tudo o que está acontecendo agora.

Diferentes organizações, grupos diferentes, em todo o mundo sabem o que está por vir. Eles estão fazendo preparativos. Preste atenção. Abra os olhos. Olhe para a notícia. Elas estão lhe dizendo alguma coisa? Não. Elas estão falando sobre fofocas. Cave mais fundo e olhe para o que é que está acontecendo com os bancos de sementes em todo o mundo, com o local onde o dinheiro está fluindo, quem está no controle de nossas finanças e como esse dinheiro está sendo distribuído.

E vamos pensar sobre isso: Quanto dinheiro desapareceu ds governos, não só na América do Norte, América do Sul, mas em todo o mundo? Para onde  esse dinheiro está sendo canalizado?

Preste atenção. Preste atenção a estas coisas, porque elas vão ser as chaves para poder levá-lo para algumas respostas muito, muito grave.

Agora, sugiro fortemente que você tenha suas sementes [e] que você tenha a sua preparação, para que você se conecte com aqueles que você precisa conectar-se, pois, se algo horrível acontecer na sua comunidade ou na sua área, você vai ficar bem. Você pode ter paz em seu coração, sabendo que você já deu os passos para se comunicar e abrir seu coração para seu vizinho.

Realmente, não se trata da escavação de abrigos e, você sabe, ir se esconder do mundo. Isto é realmente sobre se abrir para o mundo e para o que é que está por vir. 

Portanto, esta é uma mensagem muito forte, para não ser pego de surpresa por todas estas distrações que estão à nossa volta agora.

Este tempo de... Eu o chamo de Tempo de Insanidade nos atingindo e que estamos nos movendo através... pessoas, pessoas racionais, estão se tornando irracionais. Pessoas spirituais estão se tornando viciosas, confusas e vingativas.

E no outro lado, as pessoas que foram vingativas e este tipo de foco nas vidas delas de apenas materialismo estão completamente se invertendo e se tornando espirituais. Portanto, preste atenção a quem você está se associando.

Se você tem um coração aberto, é uma das maneiras de ser capaz de atravessar este momento difícil. Se você está completamente confuso sobre as pessoas em torno de você, pare e medite. Vai ser possível fazer o seu corpo, a sua mente e o seu espírito voltarem para o alinhamento de quem você é e qual é a sua finalidade aqui na Terra neste momento.

Muitas pessoas que vêm ao Projeto Camelot em particular, estão muito focadas em detalhes, os detalhes científicos e esse tipo de coisa. É ótimo ter isso, mas no muito, muito final de toda essa ciência está algo que os próprios indígenas entendem - e que é a energia e como ela realmente funciona.

Portanto, lembre-se sempre de manter-se em seu coração através deste processo, porque, se você não pode permanecer em seu coração, então não importa o quanto conhecimento e informação que você tenha, não vão fazer nada por você.

Ao permanecer em seu coração, você vai estar conectado com as pessoas certas, você fará as decisões e as escolhas certas e o mais importante você vai trazer mudanças prontamente e rapidamente.

Se esta comunidade fez a escolha de qualquer assunto em particular e que é, por exemplo, Divulgação e cada pessoa no Projeto Camelot que nunca entrou em qualquer um desses vídeos - seja no site, no YouTube, em diferentes websites - e disse: Ok, eu vou levar 20 minutos do meu dia e escrever uma carta muito rápida para o meu deputado pedindo-lhe para fazer a Revelação dos Segredos do Governo, o poder de um único passo seria extraordinário.

Agora, aí está uma série de questões que têm vindo para um número de pessoas ao longo do ano passado. Uma das grandes questões que as pessoas me perguntam pessoalmente é gripe suína, vacinas,  pragas e o que é que está por vir.

Ouça, a linha de fundo é que é eventual - não é uma questão de se - é uma questão de quando estas coisas acontecerão. Será que vai acontecer no dia seguinte? Eu não sei. No ano que vem? Eu não sei.

Mas posso dizer-lhe isso, que não importa o que nós escolhemos fazer, devemos lembrar que um dos maiores poderes que temos é manter-nos em equilíbrio com a Natureza e a Mãe Terra.

Não vai ser através das ciências que encontraremos a cura para uma doença que foi obtido da Natureza. É em nós que vamos ser capazes de fazer isso.

Se alguém andou até você e tinha saído de uma fábrica que tinha veneno, e, você sabe, você viu todos os sinais e há símbolos de veneno por toda parte, eles andam com as roupas de plástico deles e vem para fora, dão-lhe uma maçã, a seguram para você e você diz: Legal! Eu estou com fome. Eu posso ter isso? Você realmente vai comer essa maçã que saiu de um edifício que está fabricando veneno?

Parece bom e eles vão dizer que é bom, mas cabe a você decidir se é ou não realmente apropriado para você. Ninguém vai lhe dar a resposta. Você precisa ir lá dentro.

Se você está destinado a ficar aqui por todo o caminho da sua vida, então, você sabe, até você estar velho e você ter a sorte de ter os cabelos brancos aparecendo, então isso é ótimo. E se você não for, você poderia sair de casa e ser atropelado por um carro como eu fui algumas semanas atrás. Nós nunca sabemos realmente o que vai acontecer em nossas vidas, não importa como você esteja conectado.

Então, o que você precisa fazer é permanecer em seu coração e você precisa ter certeza nisso e sei que a comunidade que você está, esta comunidade em particular, é de Trabalhadores da Luz, dos cientistas, dos filósofos, dos videntes, todas estas diferentes áreas... dos artistas. Esta comunidade se importa.

Então estou dizendo, tome alguma ação, porque o próximo ano de que estou te falando vai ficar pior. Vai ficar mais difícil. Haverá mais problemas financeiros. Haverá mais difícil para você alimentar sua família, para você comprar sapatos novos para suas crianças. E isso é certo, porque você sabe o quê? Estamos todos passando por isso.

A forma que vamos ter de ser capazes de passar por isso é a de se comunicar e ter comunhão um com o outro. E para trabalhar dentro dessas estruturas que não estão funcionando para nós - para não derrubá-las e esmagá-las, jogá-las fora - mas trabalhar com o que temos atualmente e apenas fazermos ouvir nossas vozes.

Tudo o que precisamos fazer é ouvir as nossas vozes. Escreva uma carta, para pedir Divulgação, comecem a fazer perguntas, cavar mais fundo e comecem a ter alguma ação.

KC: Ok. Eu quero ir para uma área diferente, Miriam, e que foi muito bem dita, a propósito. Eu quero saber se desejas ou não fazer qualquer tipo de indicação sobre a necessidade de os povos indígenas se apresentarem, neste momento, porque esta é uma grande oportunidade e você não sabe quem pode estar assistindo.

MD: Obrigada. Kerry, você sabe, tivemos inúmeras conversas desde que nos conhecemos e toda a gente sabe que tenho uma ligação muito estreita com os povos indígenas. A ligação que tenho é do meu coração, é da minha mente, é na verdade da minha alma.

É fundamental, é essencial que as culturas indígenas ao redor do mundo se juntem.

Eu tenho quase um medo e não digo isso muitas vezes, mas tenho; tenho quase um sentimento tremendo com isto que é de grande preocupação, porque está ocorrendo e vejo isso acontecer, eles estão tentando fazer essas conexões e preencher as lacunas e trazer a voz, mas existem tantas pessoas que são os brancos entrando no caminho daquela voz de união.

Mesmo no seio das comunidades indígenas e das culturas indígenas, há uma grande quantidade de ego envolvido. Muitas dessas culturas estão falando sobre o feminino ser trazido a frente e no entanto isso é uma coisa que ainda não foi totalmente aceita por eles próprios, embora estejam falando sobre isso.

Nós estamos correndo contra o tempo na Terra. Estamos ficando fora deste Tempo de Escolha. Ainda estamos nele e ainda há esperança, mas as culturas indígenas precisam se unir aos olhos do público, unificadas. Isto não vai acontecer de gente branca avançando e planejamento e organizando. Isto é das próprias culturas indígenas.

Estaremos lá para ajudá-los nessa mudança, para trabalharmos juntos, para preencher essa lacuna entre o equilíbrio da natureza e o que é que temos aqui no mundo estruturado, o que construimos.

Precisamos nos unir. Isso significa que em ambos os lados precisamos por algumas coisas de lado e dizer que não temos mais a necessidade disto, que essas coisas não têm que mudar completamente e inverter-se. Você sabe, nem toda a gente na Terra tem que ir e viver na selva, e nem todos na selva precisam vir aqui e viver neste mundo.

Mas o que é que ambas as partes podem aprender umas com as outras? Que é onde o coração aberto necessita entrar, mesmo dentro das culturas indígenas.

Cada dia da minha vida no ano e meio passado, quase dois anos, tem-se centrado na tentativa de trazer essa energia - essas pessoas se unirem. Mas, infelizmente, tenho experimentado alguns muito, muito, muito escura, e eu quero dizer energias escuras que têm surgido através de pessoas para impedir que este processo aconteça.

E uma das coisas que posso dizer sobre o mundo indígena é que não sou facilmente enganada. Então, quando ouço alguém dizer uma palavra que diz coração, eu espero sentir isso no meu e se não sento isso no meu, então não estou escutando o que eles estão dizendo, porque eles estão falando com uma língua que é uma mentira.

So, the indigenous cultures need to come together, and they need to do it quickly, because the situation on this Earth with disease, with poverty, with starvation, with natural disasters, with political structures, with economic structures -- all these things are being broken down. They’re crumbling, because they’re not working. 

Assim, as culturas indígenas precisam se unir e elas precisam fazê-lo rapidamente, porque a situação na Terra com a doença, a pobreza, com a fome, com as catástrofes naturais, com as estruturas políticas, com as estruturas econômicas - todas essas coisas estão sendo desintegradas. Elas estão em ruínas, porque não está funcionando.

Então, se não nos apresentamos em uma voz, para um povo, para um mundo, não vamos ter uma Terra - não com os seres humanos sobre ela.

Não se trata de salvar a humanidade. Não é nem mesmo sobre como salvar a Terra. É realmente sobre como salvar a nós mesmos e fazermos a escolha, tanto quanto qual o caminho que queremos tomar.

Então, se alguém quiser começar a construir essa ponte a fim de criar isso com o mundo indígena, estou aqui e tenho amigos. Tenho contatos em diferentes partes do mundo que também estão se preparando para fazer isso acontecer. 

KC: Sim, Camelot também está aqui com nossas câmeras e com a nossa equipe que se juntou a nós mais tarde, e iremos a qualquer lugar para filmar qualquer tipo de mensagens que as pessoas querem colocar para o público.

Nós apoiamos completamente você ao pensar que este é o momento em que, lá fora, no mundo lá fora, gostariamos de ouvir os povos indígenas que têm sido uma espécie de guardiões da Terra, por todos esses anos, por todos os, você sabe,  milhões de anos que a humanidade vem ocupando este planeta lindo. E o tempo é agora e com isso eu concordo.

MD: Bem, o que gostaria de ver acontecer, Kerry, é algumas dessas culturas que estão tentando por a mensagem deles para o mundo, para entender que eles precisam parar de se distrair.

Em vez de dependerem de um indivíduo ou um grupo, eles realmente precisam  abrir a porta de entrada para toda e qualquer pessoa, em vez de ter as pessoas vindo e apenas atuando em cima deles, apenas para realmente dizer: Ok, eu estou aqui agora. Venha para mim. Eu estou pronto para falar. Estou pronto para ação.

O mundo indígena tem conhecimento de que o mundo da ciência está apenas começando a entender. Grandes. Eu tive o entendimento do universo e como ele funciona, matemática, astrofísica e assim por diante, por muitos anos.

Não é nada, não até que nós começamos a compartilhar isso. E como você o compartilha? Você só pode compartilhá-lo através do seu coração. Você só pode compartilhá-lo quando você se torna vocal e você começa a usar essas duas coisas em sintonia uma com a outra para ser capaz de trazer essa mudança.

Temos que começar a olhar para o básico. Temos de ser capazes de começar a olhar para as nossas famílias, nossas comunidades, nossa infra-estrutura, nossa comida, nosso ambiente. Básico. Olhe para ele. O que você pode fazer e realizar. Não há absolutamente nenhum tempo mais para estar sentado no sofá. Você tem que se levantar.

Então, quero dizer, vamos mover as coisas para frente e vamos começar a trabalhar. E se houver algum de vocês que está lá fora, que é capaz de ajudar de alguma forma para trazer essas culturas indígenas juntas, eu estou aqui. O Projeto Camelot está aqui. Há muita gente que está nos apoiando.

Vamos começar a fazer isso acontecer, de modo que possamos criar o que eu tenho falado desde o início, que é um encontro mundial da humanidade.

KC: Obrigado, Miriam. Essa é uma mensagem linda. Por que você não dá o seu website, de modo que as pessoas possam entrar em contato e um endereço de e-mail? E também vamos colocá-lo na tela.

MD: O meu endereço do site é www.alienbluestar.com e você pode enviar-me um e-mail para miriam@alienbluestar.com e estou ansiosa por ouvir de todos vocês.

KC: Muito obrigado.



Clique aqui para a entrevista em vídeo








Suporte o Projeto Avalon - faça uma doação:

Donate

Obrigado por sua ajuda.
Sua generosidade nos permite continuar nosso trabalho.

Bill Ryan

bill@projectavalon.net


unique visits

Google+